A Comunicação Assertiva favorece a passagem da mensagem entre o emissor e recetor de forma eficaz e clara, baseada no autorrespeito e respeito pelas opiniões do outro. Neste curso, os formandos vão poder olhar para a comunicação como um processo, aprendendo a identificar os seus elementos e de que forma podem facilitar ou colocar entropias à comunicação. De igual modo, vão conhecer os diferentes estilos comunicacionais existentes, aprofundando o impacto que o estilo assertivo tem no sucesso da comunicação. Por fim, os formandos aprenderão a desenvolver a comunicação assertiva, estando em condições de tornar este estilo dominante nas suas dinâmicas comunicacionais.
A Comunicação Assertiva favorece a passagem da mensagem entre o emissor e recetor de forma eficaz e clara, baseada no autorrespeito e respeito pelas opiniões do outro. Neste curso, os formandos vão poder olhar para a comunicação como um processo, aprendendo a identificar os seus elementos e de que forma podem facilitar ou colocar entropias à comunicação. De igual modo, vão conhecer os diferentes estilos comunicacionais existentes, aprofundando o impacto que o estilo assertivo tem no sucesso da comunicação. Por fim, os formandos aprenderão a desenvolver a comunicação assertiva, estando em condições de tornar este estilo dominante nas suas dinâmicas comunicacionais.
A Comunicação Assertiva favorece a passagem da mensagem entre o emissor e recetor de forma eficaz e clara, baseada no autorrespeito e respeito pelas opiniões do outro. Neste curso, os formandos vão poder olhar para a comunicação como um processo, aprendendo a identificar os seus elementos e de que forma podem facilitar ou colocar entropias à comunicação. De igual modo, vão conhecer os diferentes estilos comunicacionais existentes, aprofundando o impacto que o estilo assertivo tem no sucesso da comunicação. Por fim, os formandos aprenderão a desenvolver a comunicação assertiva, estando em condições de tornar este estilo dominante nas suas dinâmicas comunicacionais.
Neste curso são identificados os principais sinais e sintomas desta condição específica do contexto profissional e como se pode distinguir de outras muito semelhantes como a depressão e o stress. São identificados os principais fatores de risco potenciadores da condição de burnout e é feita uma breve referência ao agravamento do estado da saúde mental dos europeus decorrente do confinamento provocado pela pandemia do COVID-19. São propostas algumas estratégias para lidar com o burnout, assim como formas de o prevenir, quer a nível individual quer a nível organizacional. Temos ainda a possibilidade de acompanhar o processo de recuperação de uma trabalhadora fictícia de uma Loja de Cidadão.